0

Disso e daquilo

Gosto quando decide por nós onde vamos, gosto também de decidir por nós, dividir decisões.

O jeito como me beija, segurando meu rosto, aliás, disso eu gosto muito. Gosto até demais, quando você faz demonstrações de afeto por mim em público, não por querer mostrar aos outros, mas por ser simplesmente bonitinho. Adoro quando você me abraça, com a mão na cintura, e isso me faz sentir a mulher mais segura do universo.

Dentre as coisas que gosto, a mais gostosa delas, é acordar do nada, no meio da madrugada, ou de manhãzinha do seu lado,  você acorda junto, me dá um beijo e pega no sono de novo. Resolvi falar que gosto.

Anúncios
0

A ti, por ti…

Eu tenho ciúme. Não desconfio de você. Juro.

Te provoco dizendo algo para te ouvir dizer o contrário, falar de amor, querer ficar junto. Eu me desespero ao ver essas pessoas nos bombardeando com e-mail, telefonemas, torpedos, recados. Essa suposta liberdade que elas tem para aparecer nas nossas vidas do jeito que querem. Não gosto.

Você é meu! Não é minha propriedade. É meu homem, é meu namorado, é meu amante. O homem que meu coração reconheceu, que eu reconheci como aquela única pessoa com a qual eu desejo ficar e viver por todo tempo que existe. Você me sabe mais que eu. E deixo que saiba mais que eu. Eu faço todos os juramentos e promessas de amor por você. Tanto nas juras mais vivas como nos beijos mais longos, eu amo você. Eu te adoro até o mundo acabar e mesmo depois.

 

O mundo que enlouqueça, mas você é meu.