0

Em terceira pessoa


Ela estava com tanta saudade que poderia secar duas garrafas de whisky e não sentir alivio algum. Vinte e tantos dias, uma eternidade de sentimentos se passavam na cabeça dela, essa distancia toda ainda a enlouquece de vez, mais uma vez.

Ele com aquele jeito durão mal falava sobre saudade, o que atormentava ainda mais a mente doentia dela que era capaz de imaginar qualquer lorota ruim e só pesava um pouco mais na dor.

Quem vai entender a cabeça doentia de uma mulher?! Ela sabia todos os reais motivos da viagem, sabe que ele foi ver a família que mora longe e sabe que em breve vai voltar todo cheio de saudade e precisando do que ele tem em BH, ela.

Finalmente os dias trataram de correr. A infelicidade dele em voltar para o inferno da cidade e a felicidade em encontrar o paraíso nela, quando quiser. Ele voltou e tudo agora estava tranquilo.

A menina com todos os seus preparativos, esmalte vermelho, da cor que ele mais gosta de ver nela, aquela felicidade boba e a vontade de contar várias histórias bobas só para esquentar. A imaginação dela pegava fogo e despia ele antes mesmo de toca-lo, o quanto ele quiser, ela quer também.

E ele que não ouse sair dali, das mãos vermelhas dela.

Um autor desconhecido disse “É difícil ver o quadro quando você está dentro da moldura.”. E assim foi, saltou do quadro e agora admirava o que via por lá, os dois, narrando nós dois.

0

Lola por Tami

Era uma vez uma garota que tinha o apelido que caberia em qualquer gata, essa garota, gata, teimava em querer, querer de tudo, querer sem dó, querer demais e mal sabia ela que de tanto querer, de tanto criar vontades, se decepcionava.

Essa mesma garota ainda não notou por completo, que só se deve olhar pelos outros quando esses outros te olham de volta, é muito mais gostoso trocar olhares. Lola troca frases, textos, brinca de ser poesia,

Se olhou no espelho e descobriu o que eu já sábia. O espelho refletiu exatamente o que ela tanto queria.

Saiu de casa, sorriu pra vida e ganhou o mundo. Lola talvez não tenha notado ainda que o céu só tem limites para quem não sonha em ir á lua.

Pobre Lola, com todas suas lolices, não sabe da metade do que é capaz, não sabe o quão alto pode subir muito menos o quão longe pode chegar.

Hoje Lola ganhou um sorriso de volta, nescau e colo.

0

Always;

“Mas eu gostava dele, dia mais dia, mais gostava. Digo o senhor: como um feitiço? Isso. Feito coisa-feita. Era ele estar perto de mim, e nada me faltava. Era ele fechar a cara e estar tristonho, e eu perdia meu sossego”. João Guimarães Rosa

Não faço questão nenhuma de parar isso, nessa altura do campeonato, nem amanhã; por mim
bem no sentido literal da palavra, seja pra sempre!

0

A ti, por ti…

Eu tenho ciúme. Não desconfio de você. Juro.

Te provoco dizendo algo para te ouvir dizer o contrário, falar de amor, querer ficar junto. Eu me desespero ao ver essas pessoas nos bombardeando com e-mail, telefonemas, torpedos, recados. Essa suposta liberdade que elas tem para aparecer nas nossas vidas do jeito que querem. Não gosto.

Você é meu! Não é minha propriedade. É meu homem, é meu namorado, é meu amante. O homem que meu coração reconheceu, que eu reconheci como aquela única pessoa com a qual eu desejo ficar e viver por todo tempo que existe. Você me sabe mais que eu. E deixo que saiba mais que eu. Eu faço todos os juramentos e promessas de amor por você. Tanto nas juras mais vivas como nos beijos mais longos, eu amo você. Eu te adoro até o mundo acabar e mesmo depois.

 

O mundo que enlouqueça, mas você é meu.

0

Queda livre

 

Me pegou de surpresa, é que você chegou no momento em que eu já não acreditava em cumplicidade, fidelidade e muito menos que isso tudo caminharia junto a liberdade.
E se hoje posso dizer que meu rumo mudou, digo também que só vou se for de mãos dadas. É nesse abismo que eu me encontro, em queda-livre, buscando a profundidade desse sentimento.

Eu me debato, surto, me confundo, sorrio e choro no mesmo minuto, irrito, implico, cobro e reclamo, mas quero que você simplesmente fique aqui. Apenas um abraço seu forte, corta pela raiz qualquer neurose minha. E cada briga que provoco é um teste para ver se você consegue adentrar qualquer canto meu. Eu me rendo e você vem e me preenche por inteiro.
Só quero que essa queda-livre, seja para você também, um abismo, que abisme-se em mim, assim como eu tenho feito. Me arranque sorrisos como tem feito desde sempre, seja minha queda-livre.

 

0

Cultivando a saudade…

É que a saudade as vezes me parece tortura, mesmo quando tenho ciencia de que você está bem, que vai voltar logo e que está com tanta saudade quanto eu.

É desses poucos dias sem te ver, que noto teu significado, o quanto me faz falta…
Talvez só assim, possamos perceber o quão mesquinhos somos por brigar por coisas banais. Coisas que poderiam ser resolvidas com o tal de dialogo, sem monólogos, sem conclusões precipitadas, das quais eu faço. Apenas dialogos…

Essa tal de saudade. Enfim, por mais sadio que esse sentimento seja, por mais intensa que possa ser essa saudade, eu saiba que você já está voltando, e por mais que eu saiba que essa falta, essa ausência vai se dar por vencida num simples abraço… Você do pensamento não saí.

Talvez saudade não tenha tradução;