0

A ti, por ti…

Eu tenho ciúme. Não desconfio de você. Juro.

Te provoco dizendo algo para te ouvir dizer o contrário, falar de amor, querer ficar junto. Eu me desespero ao ver essas pessoas nos bombardeando com e-mail, telefonemas, torpedos, recados. Essa suposta liberdade que elas tem para aparecer nas nossas vidas do jeito que querem. Não gosto.

Você é meu! Não é minha propriedade. É meu homem, é meu namorado, é meu amante. O homem que meu coração reconheceu, que eu reconheci como aquela única pessoa com a qual eu desejo ficar e viver por todo tempo que existe. Você me sabe mais que eu. E deixo que saiba mais que eu. Eu faço todos os juramentos e promessas de amor por você. Tanto nas juras mais vivas como nos beijos mais longos, eu amo você. Eu te adoro até o mundo acabar e mesmo depois.

 

O mundo que enlouqueça, mas você é meu.